Blog

31 05, 2011

Tabagismo. Apague logo esse cigarro!

Por |maio 31st, 2011|CHUTANDO A CANELA, MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

Cerca de 10 mil pessoas morrem todos os dias em conseqüência do consumo de cigarros. Precisa dizer mais?
Não é de hoje que todas as pessoas sabem que o cigarro é nocivo à saúde. Mesmo os fumantes mais compulsivos, ou principalmente eles, reconhecem que o hábito de fumar está longe de ser saudável. Isso é fácil de se constatar quando perguntamos ao fumante sobre o seu vício: freqüentemente ouvimos que está tentando largar, ou que largou e retomou esse hábito tão danoso.
As estatísticas mostram que, no mundo todo, 78% dos fumantes gostariam de se livrar do fumo, mas não conseguem. O problema é semelhante ao alcoolismo e a solução mais fácil e barata é também a mais simples: não começar. A nicotina é uma droga que efetivamente dá prazer, aumentando os níveis de dopamina no cérebro. Mas é alto o preço que se paga por alguns instantes de satisfação. Juntamente com a nicotina, ao fumar, ingerimos o alcatrão e muito monóxido de carbono, que são os verdadeiros vilões e causam doenças.
O número de doenças causadas pelo monóxido de carbono é imenso. Por diminuir a liberação de oxigênio nos tecidos, essa substância é uma das principais causas da aterosclerose, doença que causa o endurecimento das artérias coronárias, podendo levar ao infarto do miocárdio, muitas vezes fatal. São, também, freqüentes o aneurisma da aorta (dilatação prejudicial dessa artéria) e o derrame cerebral (que é um acidente vascular sério).
Além dessas doenças circulatórias, os indivíduos fumantes têm muito mais probabilidade de contrair infecções pulmonares, por vírus ou bactérias, agudas ou crônicas. O tabaco está intimamente relacionado ao câncer, seja do mais conhecido câncer de pulmão, seja daqueles tipos que atacam a boca, a laringe, o esôfago, o pâncreas, o rim e a bexiga. É mais do que consensual que o fumo causa diversas doenças, que causa dependência e que deve ser evitado a qualquer custo. Portanto, aqui, não há meias palavras […]

29 05, 2011

Sono e exercício físico

Por |maio 29th, 2011|MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

As pesquisas e discussões sobre a relação da qualidade do sono com a atividade física têm chegado a conclusões diversas, pois ainda existe dificuldade em mensurar a qualidade do sono. Apesar disso, tem-se observado, que em geral, aqueles que praticam atividades físicas tendem a conseguir um sono mais profundo e prolongado do que os que não praticam.
Na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o educador físico Marco Túlio de Mello vem realizando estudos que relacionam a qualidade do sono com a atividade física, a partir do acompanhamento de pessoas ativas e inativas enquanto estão dormindo. Uma das conclusões já divulgadas é que, no grupo de sedentários, é maior a ocorrência de ronco, apnéia – interrupção da respiração – e sono fragmentado.
A maioria dos estudos sobre a correlação entre exercícios e qualidade de sono baseia-se na comparação entre indivíduos ativos e não ativos, e os efeitos dessa atividade-inatividade sobre o sono noturno. Ainda existem poucos estudos diretos sobre a determinação dos exercícios sobre a qualidade do sono,mas espera-se que determinadas estratégias possam ser desenvolvidas para resultados mais precisos.
Já se sabe que os exercícios vigorosos, se praticados regularmente, provocam maior gasto energético e requerem um período maior de sono para a reposição das energias. O que se observou em pesquisas é que essa compensação se dá num prolongamento da fase de sono mais profundo, que favorece a liberação e regularização de hormônios. Verificou-se, inclusive, uma proporção entre o aumento na duração dos exercícios e a profundidade do sono.
Uma pesquisa do Royal Edinburgh Hospital mostrou que os soldados que praticavam regularmente musculação, para obter aumento de resistência, adormeciam mais rapidamente e acordavam bem menos vezes durante a noite. Observou-se também que pessoas com menos aptidão física ou maior idade
beneficiam-se ainda mais da prática […]

27 05, 2011

Cuidado com o sódio

Por |maio 27th, 2011|CHUTANDO A CANELA, MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

O sódio é necessário para todos nós. Porém, a quantidade deve ser controlada.

Clique abaixo

Matéria da Folha de São Paulo publicada em 12/03/09

Mexa-se!
Fabio Saba
 
O sódio é necessário para todos nós. Porém, a quantidade deve ser controlada.
Clique abaixo
Matéria da Folha de São Paulo publicada em 12/03/09
 
Mexa-se!

26 05, 2011

Câimbra

Por |maio 26th, 2011|MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba e Bárbara Gilli (Nutricionista)
Muita gente acredita que as câimbras ocorrem somente por falta de potássio e, por isso, consome banana para prevenir ou melhorar as câimbras. Na verdade, o desequilíbrio no nível dos líquidos corporais e nas concentrações de eletrólitos é um dos fatores que pode gerar a câimbra, por isso a importância de repor os eletrólitos após o exercício e sempre que houver perda de suor relacionada ao calor. Nesses casos, o consumo de banana como fonte de potássio para melhorar ou evitar a câimbra não adianta, já que, para prevenir, é necessário que o corpo esteja em equilíbrio hidroeletrolítico, ou seja, água e eletrólitos como sódio, cálcio, potássio e magnésio.
As câimbras podem ocorrer por diversos fatores, mas a forma mais comum é por meio de perdas excessivas de líquido pelo suor. O sódio é o nutriente eliminado em maior quantidade dessa maneira, sendo sua depleção causadora das câimbras. Pesquisas mostram que a quantidade de potássio, cálcio e magnésio no suor são mínimas, que esses minerais são raramente os causadores das câimbras e conseguimos atingir suas necessidades com uma alimentação equilibrada.
A indicação, então, é ingerir bebida isotônica ou repor o líquido e o sódio com uma dieta para evitar que ocorra a indesejada câimbra.
Fabio Saba e Bárbara Gilli (Nutricionista)
 
Muita gente acredita que as câimbras ocorrem somente por falta de potássio e, por isso, consome banana para prevenir ou melhorar as câimbras. Na verdade, o desequilíbrio no nível dos líquidos corporais e nas concentrações de eletrólitos é um dos fatores que pode gerar a câimbra, por isso a importância de repor os eletrólitos após o exercício e sempre que houver perda de suor relacionada ao calor. Nesses casos, o consumo de banana […]

26 05, 2011

Jovem até a terceira idade

Por |maio 26th, 2011|ATENDIMENTO, MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

Sem atividade física, é difícil envelhecer com saúde.
Por muito tempo, acreditou-se que a velhice era uma doença inevitável para a maioria das pessoas. Tal crença se baseava na grande incidência de problemas de saúde entre indivíduos da hoje chamada terceira idade. Nos Estados Unidos, cerca de 85% dos idosos têm algum problema de saúde, sendo a artrite o mais comum (48%), seguida da hipertensão arterial (36%), depois doenças cardíacas (32%) e, por fim, diabetes (11%). Entretanto, nos dias atuais, sabe-se que o envelhecimento é influenciado tanto por fatores genéticos quanto pelo estilo de vida, o que já coloca a atividade física como um dos principais hábitos para o prolongamento da juventude. Muitos aspectos da deterioração física e mental, que antes eram atribuídos ao “efeito do tempo”, são atualmente relacionados à inatividade. E você, o que acha? O idoso sedentário não pratica exercícios porque já está velho para isto, ou já está velho porque não praticou exercícios antes? Vale a pena investigar.
A subutilização do corpo ao longo da vida, o pouco contato com suas sensações, a pouca atenção dada às respostas corporais em face de diferentes situações e a aceitação irrefletida de que movimentar-se além do que o dia-a-dia exige é ‘coisa de jovem’ levavam os idosos ao desconhecimento de seu corpo e, conseqüentemente, de si mesmos.
As pessoas idosas se beneficiam muito da atividade física, com grandes possibilidades de melhora na aptidão. O bom funcionamento dos órgãos e dos membros, com boa aptidão cardiorrespiratória e muscular, lhes permite continuar participando efetivamente das atividades comuns da vida, mantendo sua independência. Ou seja, com força e pique garantidos pelo exercício, o idoso sentirá maior capacidade de caminhar sem ajuda, de subir e descer escadas, e de […]

25 05, 2011

Levante-se desse sofá!

Por |maio 25th, 2011|QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

A vida moderna inventou também o sedentarismo. Livre-se dele o quanto antes!
Parodiando o dito popular, há pessoas que gostariam que “o mundo terminasse em barranco”… só para morrerem encostadas. Parece exagero, soa até mesmo engraçado, mas aponta um perigo real. O perigo de se render à preguiça e tornar-se uma pessoa acomodada ao sedentarismo.
Sedentarismo é o estado de quem pouco se mexe, vive sentado, evita o movimento. Caracteriza-se como sedentário quem não realiza atividade física extra no dia-a-dia, o que em um adulto corresponde a um gasto energético abaixo de 2.500 kcal (quiloca- lorias) por semana. No contexto da vida moderna, sedentarismo é o hábito de substituir movimentos básicos, como caminhar, correr, saltar, trepar e carregar, pelo movimento dos dedos diante de um teclado do controle remoto, do computador ou do telefone. É o nome que se dá ao costume de responder “outro dia eu vou” ou “não tenho tempo”, toda vez que alguém o convida a transpirar. Será o sedentarismo parte irrecusável do pacote da vida moderna?
Com a industrialização e a tecnologia, veio, por exemplo, a televisão. Quem tem tevê não precisa ir até o local e no momento dos acontecimentos, para ver ao vivo o que está rolando do outro lado do mundo. A televisão criou (ou favoreceu) o hábito de ficar sentado no sofá por algumas horas. Aí, por causa da preguiça de se levantar para mudar o canal, o homem inventou o controle remoto – ou a preguiça de se levantar teria surgido depois (e por causa) da invenção do controle? Sem falar nas outras modernidades que levam a culpa pelo sedentarismo, como o elevador, o carro, o computador, a Internet, o telefone… Quem terá vindo primeiro: a necessidade […]

24 05, 2011

Emagrece Brasil!

Por |maio 24th, 2011|QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

24 05, 2011

Atividade física ideal, existe?

Por |maio 24th, 2011|CARREIRA, MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

Atividade física ideal, existe?
Esta não é das perguntas mais fáceis de responder. A atividade física ideal é, de modo geral, aquela que melhor atende as necessidades e os desejos do praticante. Mas quem disse que atender necessidades e desejos ao mesmo tempo é tarefa fácil? Há pessoas que sequer sabem o que desejam. E há as que desconhecem o que necessitam. Unir o útil ao agradável pode ser o maior dos desafios. E também, o que é melhor, a maior das conquistas.
Comecemos pelo que é agradável. Afinal, se a atividade física deve proporcionar bem-estar, ela deve ser, em primeiro lugar, agradável. Começar odiando é um péssimo modo, com o risco de gerar ódio eterno por toda e qualquer atividade física.
Escolher uma atividade física agradável não significa apenas executar os exercícios mais confortáveis. A prática deve ser considerada em seu contexto. Vamos por partes.  
Fabio Saba

 
   Esta não é das perguntas mais fáceis de responder. A atividade física ideal é, de modo geral, aquela que melhor atende as necessidades e os desejos do praticante. Mas quem disse que atender necessidades e desejos ao mesmo tempo é tarefa fácil? Há pessoas que sequer sabem o que desejam. E há as que desconhecem o que necessitam. Unir o útil ao agradável pode ser o maior dos desafios. E também, o que é melhor, a maior das conquistas.
Comecemos pelo que é agradável. Afinal, se a atividade física deve proporcionar bem-estar, ela deve ser, em primeiro lugar, agradável. Começar odiando é um péssimo modo, com o risco de gerar ódio eterno por toda e qualquer atividade física.
Escolher uma atividade física agradável não significa apenas executar os exercícios mais confortáveis. A prática deve ser considerada em seu contexto. Vamos […]

23 05, 2011

A receita da perpétua ignorância…

Por |maio 23rd, 2011|CHUTANDO A CANELA|0 Comentários

Fabio Saba

A receita da perpétua ignorância

é permanecer satisfeito com suas opiniões

e contente com seus conhecimentos.

Elbert Hubbard

E tem gente ainda que não entendeu a importância da “Educação Continuada” na carreira profissional e na vida. Abraços!Fabio Saba

A receita da perpétua ignorância
é permanecer satisfeito com suas opiniões
e contente com seus conhecimentos.
Elbert Hubbard
E tem gente ainda que não entendeu a importância da “Educação Continuada” na carreira profissional e na vida. Abraços!

22 05, 2011

Fitness, Aptidão Física

Por |maio 22nd, 2011|MEXA-SE, QUALIDADE DE VIDA|0 Comentários

Fabio Saba

Fitness é uma palavra de origem inglesa bastante usada em associação à prática de exercício físico. É comum ela ser repetida sem a certeza sobre o que significa. O termo fitness é uma redução da expressão physical fitness, bastante corrente nos EUA. Ambas significam aptidão física.

Aptidão física é a capacidade de realizar as tarefas do dia-a-dia com o mínimo de fadiga e desconforto. E isso é obtido a partir da compleição física, incluída aí a herança genética. Ter aptidão física é estar com coração, pulmões, vasos sangüíneos e músculos prontos para suportar, sem problemas, as atividades que o corpo realiza. Trata-se de uma condição relativa e mutável, que pode ser melhorada e ampliada conforme o interesse de cada um. Um artista de circo precisa de aptidão para pedalar com o monociclo na corda bamba sem cair; alguém na platéia pode querer apenas acompanhar sua turma em um passeio de bicicleta até uma cachoeira. Ou seja, é você quem decide quão apto quer estar para suas atividades. É o conjunto de capacidades físicas desenvolvidas adequadamente de acordo com o objetivo de cada pessoa.

Existem, no entanto, três componentes da aptidão física que estão relacionados à saúde, e que portanto são recomendados para todas as pessoas. São eles; as capacidades físicas de resistência cardiovascular e aptidão músculo-esquelética e também a composição corporal . Com esses três quesitos, uma pessoa pode se considerar apta para realizar diversas atividades com uma ótima resistência à fadiga, estando também protegida contra diversos males. Eles podem ser adquiridos por herança genética e desenvolvidos por meio de exercícios físicos, e também podem ser medidos e comparados.

A aptidão cardiovascular, ou aptidão aeróbia, ou ainda capacidade aeróbia, é a capacidade de continuar ou […]